3.18.2015

responsabilidade

criar um blog nasce da necessidade primária de materializar o que fazemos, gostamos, ou mesmo e em alguns casos do que não gostamos.

é uma responsabilidade crescente quando existem pessoas que simpaticamente seguem os "nossos quereres".

este blog tem sido ao longo dos anos o reflexo da nossa vida, com dicas de coisas, espaços, saídas, de outros bloggers que nos têm trazido um aconchego diário. mas é também um espaço de partilha de dúvidas, de erros, de querer ser melhor.

gostava de passar aqui todos os dias, porque todos os dias teria o que contar.

vou-me escondendo no 52 project, até para justificar alguma ausência.

as duas últimas semanas têm sido engolidas por um projeto ambicioso, que me tem levado a correr metade da cidade à procura dos melhores orçamentos, da melhor relação qualidade-preço. algo que requer tempo, paciência e umas valentes caminhadas (segundo uma app, a minha média diária de passos é de 7816).

ainda em fase de arranque é um projeto que exige muita diplomacia, porque coordenar 500 pessoas não é uma tarefa fácil, precisamos de dar atenção a todos e trabalhar os sentimentos como se fossemos cirurgiões do coração. uma pessoa que se sinta posta de lado pode tornar-se na peça de dominó que faz cair todas as outras peças.

quando puder prometo revelar mais sobre esta loucura...

depois de uns dias magníficos de sol, ontem o céu trouxe o inverno de volta. e entre ateliês, reuniões, idas à escola do Manuel voltaram os nossos lanches.



ir a Sintra e não permanecer no Café Saudade é quase um crime. nascido pelas mãos da Mary (e as bonecas que um dia me ofereceu) e do Luís em 2009, a conceção deste espaço reflete o gosto que ambos têm pelas tradições, raízes e pela cultura portuguesa.

um espaço divido por várias áreas, com recantos deliciosos. não é só uma casa de chá, é um conceito mais abrangente porque funciona também como galeria, loja e espaço para tertúlias e concertos.


para o Manuel é um dos seus espaços preferidos, claro porque existem scones e num tamanho XL.

uma das minhas preocupações quando o M. nasceu era a alimentação. sei que me custou muitas criticas e muitos ajustes sobretudo quando viajávamos.

o M. nunca comeu um boião de fruta de compra, nem sopas embaladas.

os doces que come resumem-se a scones e a panqueqas e apesar de eu "alimentar" mal este outro blog, os doces que aqui aparecem são na maioria das vezes quando a casa traz para si amigos do coração.

nos últimos tempos temos feito algumas variantes de panquecas para acabar de vez com o uso do açúcar refinado.

os scones são quase sempre acompanhados por manteiga, no caso dele, e a mim quando me apetece um pouco de doce opto por esta receita:

1 chávena de framboesas, morangos ou amoras 
3 colheres de sobremesa de chia 
2 colheres de sobremesa de xarope de acer puro 
1 colher de chá de sumo de limão 

Esmagar as framboesas com um garfo, juntar os restantes ingredientes, misturar, guardar num frasco e colocar no frigorífico. Ao fim de 1 hora está pronto e dura até 5 dias no frigorífico. 


na calha está o pedido da granola da Martilicious Food. 




acima de tudo com amor porque é assim que se quer a vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...