3.03.2015

duas exposições, dois filmes (II)

dois autores, dois países e duas estéticas com preocupações humanistas idênticas, era o início deste outro post onde só falei da eslovena Špela Čadež. hoje é a vez de José Miguel Ribeiro e que me leva a reflectir sobre o alimento que vamos proporcionando aos nossos filhos, um tema que já me tinha "obrigado" a pensar.

das muitas vezes que fomos ao Museu da Marioneta e com a intenção de ver uma ou outra exposição em particular, acabámos por ver também a permanente e descobrimos sempre novas marionetas consoante o grau de interesse daquele tempo.

de todas as vezes vimos sempre os cenários e alguns modelos do filme "A Suspeita", de José Miguel Ribeiro, mas foi preciso o professor do clube de cinema para o fazer redescobrir o filme.

é neste momento que sinto que o papel de mãe/pai como educador é um permanente desafio. questiono-me uma vez mais sobre o alimento no tempo certo, mas acredito que mesmo dado em alturas menos próprias, permanece no coração, e de uma forma ou outra, connosco ou com outras pessoas, com menos ou mais idade, ele vai acabar por usufruir do prato no seu todo.

ter a oportunidade de ver agora a nova produção de José Miguel Ribeiro foi para o Manuel como que nadar em águas conhecidas. dou um conselho aos pais que insistem, e muito bem, em levar as crianças a ver exposições, teatro, concertos, filmes, performances, expliquem-lhes primeiro o que vão ver, sobretudo no caso das exposições, para que as crianças se sintam seguras naquele mundo.

a exposição deste ano revela os segredos de Papel de Natal, que estreou no final de 2014, e que recupera a personagem Dodu, o rapaz de cartão. são assim exibidos três cenários principais deste filme, as suas personagens, 25 fotografias e vários adereços em imagem real e ainda a oportunidade para conhecer as etapas e processos de criação deste filme.

Floresta Mundi

o Monstro do Desperdício


Dodu e o Pássaro-Flauta



Dodu e Filipe, o pai de Camila


A esperança que Camila deposita em Dodu para encontrar o pai, cabe dentro de um envelope


o regresso a casa 

um projeto que contou com a participação da Câmara de Almada e de Montemor-o-Novo e da produtora Filmes da Praça.

para ver o making of




por aqui andamos a divertir-nos com algumas personagens



Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...