11.14.2014

embondeiros

"Desenhei os embondeiros inspirado por um grande sentimento de urgência."

ir a Campo de Ourique significa na maioria das vezes ir comprar granola aos Frutos Secos do Mercado. houve tempos em que significou muito, mas muito mais...

mas visitar os Frutos Secos do Mercado significa também longas conversas, partilhas e descobertas.

da última vez viemos com estas sementes estranhas, que apesar de parecerem duras como as rochas desfazem-se com a facilidade de um toque.


falo da "mukua" ou o fruto do embondeiro que tem no seu interior este miolo ou polpa seca comestível, que desfaz-se facilmente na boca sendo o seu sabor adocicado com uma ligeira acidez. em Moçambique é usado como alimentação em tempos de escassez de alimentos.

nós temos feito chá e com o tempo a arrefecer sabe bem as bebidas quentes, embora muitos o tomem como bebida fresca.

numa família em que o índice de glicémia está no limite confesso que se tornou uma preocupação constante.
rico em polifenóis, este fruto mostrou-se cientificamente benéfico em reduzir a resposta glicémica,
revelando-se ainda uma fonte riquíssima de cálcio, potássio, tiamina e vitamina B6, sendo a sua polpa rica em proteínas e carboidratos.

"Desenhei os embondeiros inspirado por um grande sentimento de urgência."

é assim que Antoine de Sant-Exupéry fala de um embondeiro que serviu de inspiração para "O Principezinho" e segundo o poeta Diógenes da Cunha Lima teria sido um em particular, em Natal, no Rio Grande do Norte, pois algumas coincidências tornam esta hipótese credível.
Sant-Exupéry terá visitado Natal nas décadas de 20 e 30 e era hóspede da proprietária do terreno onde se encontra este embondeiro (baobá). os desenhos que surgem no livro, como o elefante, o vulcão, as dunas e as falésias em muito se assemelham ao mapa e a outros símbolos do Rio Grande do Norte.


"No planeta do principezinho havia umas sementes terríveis... eram as sementes do embondeiro. O solo estava infestado delas. Ora, se só se reparar num embondeiro quando já for bastante grande, nunca mais ninguém se vê livre dele. Esburaca o planeta com as raízes.(...)"

como seria bom abraçar uma árvore assim...

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...