10.06.2014

de começos

estávamos em janeiro e o início do segundo período lectivo deixava antever os longos meses que ainda tínhamos pela frente. havia uma certeza mudaríamos de casa e de terra mal as aulas acabassem.

passou o segundo período, não me lembro do terceiro, o ano terminou e ainda não se avizinhava uma data. tínhamos agora pela frente as férias grandes para tomar as grandes decisões, para escolher a nova casa.

três longos meses, se não tivessem acumulado dois livros e ateliês à mistura.

começou o novo ano lectivo e nós com casa nova, mas ainda sem luz, o que nos obrigou a passar os primeiros dias em dois hotéis. o lado bom foi descobrir mais uma vez, dentro do coração do Bairro Alto uma cadeia de hotéis instalados em edifícios antigos, remodelados, renovados, bonitos, com a sensibilidade de juntar peças de um design ultra-moderno com peças vintage.

a estadia alternou-se entre a Casa do Pátio e o Monte Belvedere.



  
na Casa do Pátio tivemos a possibilidade de ficar num apartamento com cozinha totalmente equipada e sala de de estar, apesar de não termos utilizado é sem dúvida uma escolha acertada para quem tem crianças pequenas e vê-se obrigado a aquecer leites e papas a meio da noite.

também informal, e é esse o espírito que impera em todos as casas Shiadu, o Monte Belvedere impõe-se pela sua arquitectura e pela vista magnífica sobre este rio que se espraia sobre Lisboa.

ficámos fãs. turistas, gente com vontade de uma escapadela ou homeless como no nosso caso é de aproveitar e desfrutar ao máximo do espaço e da simpatia.

 podem segui-los pelo site oficial ou pela página do facebook.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. É verdade Zé, o "nosso" grande problema é fazermos de qualquer contrariedade uma grande tempestade e não aproveitarmos isso como enriquecimento. um beijo

      Eliminar
  2. Que bonitos, fiquei com vontade de os conhecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, vale mesmo a pena conhecer, para além de bonitos primam pela simpatia e para quem tem um "ratinho" durante a noite pode ainda ir à cozinha comer um bolinho caseiro :) beijos grandes

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Sandra, não posso dizer que é tudo um mar de rosas, sobretudo a mudança de horários, mas aos poucos vamos conquistando uma dada calmia.
      Desejosa de acabar o livro que tenho em mãos para poder gozar a mudança :). Um abraço forte

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...