8.08.2014

vhils

e porque estamos a meio gás, sim tenho dois livros para entregar, os dias de férias são dias soltos. vou conseguindo conciliar o meu trabalho que faço com imenso prazer, com outros prazeres.

o Manuel talvez ainda não tenha a idade, nem a maturidade suficiente para perceber como é sortudo por ter uma mãe que arriscou aventurar-se trabalhar por conta própria. é verdade que há momentos que ultrapassam o que tenho por sanidade e que mal consigo largar o banco do estirador, mas ele tem-me ali, sempre.

esta semana entre muitos passeios e uma única ida à praia delegada à tia e à sobrinha, fomos até ao Museu da Electricidade ver a exposição de Alexandre Farto, nas ruas Vhils, Dissecação "tenta questionar a cidade" através de trabalhos mais antigos e de outros inéditos.

não era novidade para o M. a obra de Vhils, mas confessou que o que mais o impressionou foram os vídeos dos projetos que desenvolveu em Xangai e no Rio de Janeiro com o uso de explosivos, "brutal".



mas Dissecação é muito mais do que uma obra na fachada é todo um trabalho desenvolvido com o recurso do que a cidade oferece, até os cartazes de rua...

ainda a habituar-se a um aparelho um tanto doloroso que serve não para endireitar os dentes, mas para alargar o palato, são poucas as fotos que o apanho a sorrir...


2 comentários:

  1. Respostas
    1. Claudia vale mesmo a pena ver os vídeos e fiquei a saber que está quase tudo vendido :). Um beijo grande às meninas da casa

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...