8.01.2014

Embaixada

entre dias de trabalho há também os que decidimos tirar só para passear, para estar com quem gostamos, para sentir a sensação de viver.

Lisboa está muito mais bonita e até "ela" parece que se rendeu ao seu charme.

terça foi dia de Príncipe Real e a Embaixada era paragem obrigatória, o palacete Ribeiro da Cunha é um edifício do século XIX, 1857, com estilo neo-árabe e foi palco da série francesa Maison Close.


longe do que serviu de cenário para "este bordel", a Embaixada acolhe agora mais de uma dúzia de lojas que combinam tradição, criatividade e inovação no design e na moda.
conta ainda com um espaço para exposições e um restaurante que se abre para um jardim que a rua principal não revela. uma arquitectura de inspiração mourisca com muitos detalhes da Arte Nova.





das lojas falarei num outro post, não só pelos produtos, mas pela própria decoração.

foi uma tarde cheia, de conversas, nossas e com outros, de partilhas e cumplicidade.

depois das forças retemperadas. um passeio à beira Tejo e o sushi do Campo Pequeno por companhia.


Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...