7.04.2014

Fold

viver no Alentejo (interior) não significa comer bem, talvez achem que eu estou completamente errada tendo em conta as inúmeras iguarias, mas a verdade é que é uma alimentação que passa muito pela carne e na sua maioria pelo porco com os seus derivados.

claro que os enchidos são de babar, e quanto mais gordos mais saborosos, mas é impensável comer assim todos os dias...

aqui em casa raramente entra carne de porco e a carne de vaca que até há algum tempo eu gostava na versão de "vaca a mugir" no prato, tornou-se insuportável.

comer fora é na maioria das vezes uma prova à minha paciência na tentativa de conseguir um prato para lá do típico alentejano.

agora é o momento da habitual ladainha, comida saudável, comida que passe ao lado do consumo de carne, superalimentos...
sim é verdade, não consigo deixar de falar neste tema porque tornou-se indispensável no meu dia-a-dia, mas também é verdade que nem sempre é fácil, por falta de cooperação dos elementos da casa e pela quantidade de quilómetros que faço por semana.

fazer comida só para mim torna-se esgotante, mas sabe bem quando decidem experimentar sem receios novos sabores.


a Carolina, mãe de três, uma mulher moderna e que passa ao lado de blogs e facebooks, ajudou-me a descobrir alimentos ricos em proteínas e alternativas para me sentir em forma. atenção que o "em forma" não passa por questões estéticas.

a Julieta, outra mulher moderna, mãe de duas meninas, das bloggers mais genuínas que conheço, com um sentido de humor ímpar, iniciou-me nos sumos verdes. (e arrojada o suficiente para se envolver neste projeto)


nada a apontar ao gosto porque são de facto muito bons, mas nem sempre consigo ter tempo para os preparar.

por isso voltei aos meus iogurtes cheios de sementes, frutos secos e granola.

mesmo com estes alimentos procuro sempre o consumo dos que são biológicos como é o caso da granola em que a minha escolha vai para o Museu do Pão e para a doSemente. Atenção à produção de alguns particulares porque o prazo de validade é de um mês e neste caso e se tiver tempo o melhor é ser o próprio a fazer.

com as sementes passa-se o mesmo, apesar de encontrarmos nos supermercados alguns destes alimentos a um preço bastante acessível, a minha escolha recai sobre a iswari. aceitam-se sugestões)

 granola com figos da doSemente.


as saladas são geralmente acompanhadas de quinoa,

se os sumos ficaram temporariamente postos de lado por falta de tempo alguns dos alimentos adicionados passaram a constar nos iogurtes.

a Fold é uma marca desses superalimentos criada por um grupo de farmacêuticos com o propósito de aumentar a consciência sobre a necessidade de uma alimentação rica e variada. os seus produtos são apresentados na forma de pó, triturados a frio ou liofilizados para a preservação de todos os fitonutrientes.

também aqui a minha escolha recaiu sobre os produtos que podiam aumentar o meu sistema imunitário, que fossem ricos em magnésio, zinco e fibras.

o R. vendo o "nosso" entusiasmo perguntou se havia algum que aliviasse a tristeza. claro que há, mas é preciso resolver as questões de fundo...


a receita da tarte está no 220º

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...