7.31.2014

Ajudaris

há pouco tempo resgatei estes papéis antigos que estavam a forrar uma cómoda. o móvel chegava-lhe a casa pelo afecto que lhe tinha. quis poucas coisas, mais do que as coisas com que fiquei da minha mãe, coisas essas "roubadas" aos irmãos anos mais tarde. arrependi-me de não ter tido a coragem de assumir a ausência.
engana-se o vazio com mais vazio e despojamento.


de volta aos papéis dou por mim a recordar uma conversa recente sobre as coleções que já fizemos.

a maioria delas com uma atitude negligente própria da idade, mas lembro-me de ter colecionado folhas de papel. de carta, de blocos, bloquinhos, mais ou menos coloridas, mais ou menos cheirosas. e dou por mim a pensar que isto dos papéis é uma paixão antiga.

com uma nova ilustração para o projecto da Ajudaris 2015, senti que a avó desta história carrega a sabedoria para usar um destes novos-velhos papéis.

este menino veste o cabelo da personagem "O Céu das Mães", cheio das estrelas, sonhos, ideias, capaz de ensinar e fazer acreditar, mesmo os mais velhos.

à semelhança deste fato, as duas latas maiores ficam para quem as quiser muito (ler mais aqui)

peças dadas (rreimao@gmail.com)

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...