6.26.2014

às voltas com os livros


desde sempre os livros acompanharam o Manuel, primeiro numa leitura partilhada, mas desde cedo numa leitura um pouco solitária, apesar de crer de que os pais não deviam "abandonar" os filhos nessa leitura sob pena de se perderem das letras.

ao longo destes anos fotografei-o, na maioria das vezes com o telefone, sem qualquer preocupação estética, mas pelo prazer de olhar para ele e vê-lo a ler, sobretudo nas mais variadas posições.

ontem numa das muitas viagens semanais Lisboa-Avis dei por mim mais uma vez deliciada não pelo facto de vir a ler, porque é um hábito, mas pelo ritmo das posições que alternavam a cada virar de página e que davam um filme.

sem tempo para percorrer dez anos de fotografias ficam alguns desses momentos. sem uma unidade temporal e não sendo as melhores, espelham este sentimento que me acompanha e cresce todos os dias.


uma colecção que sempre o agradou, mesmo muito antes de saber ler, talvez por serem pequeninos,

talvez por serem meus,

talvez porque lhe passei o peso da história e do significado que cada um tinha para mim.



Fábrica do Braço de Prata, enquanto preparava a montagem da minha exposição, que acabou debaixo de uma mesa entre pernas de cadeiras.


outras de muitas férias.

de sítios que lhe davam jeito

de almoços e jantares


e da tentativa de realizar um sonho que me acompanhou durante a infância que se traduzia em construir colunas criando um jogo labiríntico.



 talvez um dia...

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...