6.04.2013

há dias assim


viver bem connosco significa muito mais do que à primeira vista podemos pensar.
a minha colaboração com o Diário do Alentejo na página infantil, não tem como pretensão competir com quem faz da critica literária profissão e, apesar de em certos momentos me custar escrever uma linha que seja, dou por mim a fazê-lo há dois anos.
posso dizer com a consciência tranquila que todos os livros que escolhi, os comprei, li e aconselhei. não foram fretes às editoras, apesar de confessar que me teria custado muito menos do ponto de vista financeiro.

quanto ao livro da semana passada "O Jardim de Babai", editado pela Bruáa, gera em mim um sentimento contraditório. A duplicidade de leitura, visto ser um livro simultaneamente escrito (traduzido) na nossa língua materna e na língua persa, "obriga" e ainda bem os leitores a um jogo contínuo, porque ao acabar a primeira leitura iniciamos uma segunda da contracapa que corresponde à leitura árabe.

As ilustrações de Mandana Sadat, uma ilustradora francesa, exploram de uma forma lindíssima os elementos da cultura oriental.
um senão, a Bruáa habituou-os a bons livros, em conteúdo e forma e em certa medida fiquei triste ao folhear este. o recurso a um papel couché retirou-lhe o encanto que os outros livros nos tinham dado. crise? admito que sim, mas se essa for a justificação gostava de ver também o preço de capa mais baixo.

quanto à Feira do Livro, comprei de mais e trouxe de menos. parece-me que continua a ser mais vantajoso para os devoradores de livros a compra on-line, pois os preços são francamente melhores.

Das nossas compras ficaram

Servidões, Herberto Hélder, Assírio & Alvim
Cartas de Amor de Fernando Pessoa a Ofélia Queiroz,
Este Alce é Meu, Oliver Jeffers, Orfeu Mini
Presos, Oliver Jeffers, Orfeu Mini (este sim a um bom preço)
Astérix e o regresso dos gauleses (por engano em espanhol)


E por último, mostrando a falta de respeito que a editora VERAÇOR tem mostrado comigo
Vasquinho e o pequeno-almoço, Tânia Rocha e Rute Reimão

o manel ficou feliz pelas dedicatórias "sentidas" de Luís Sepúlveda

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...