10.27.2012

\-/

ontem foi dia de yoga, o que em boa verdade é o dia em que aprendemos um pouco mais de nós. é incrível o estado de espírito com que entramos e mais tarde saímos. somos poucos e para quem ache que o yoga é apenas meditação, engana-se. trabalha-se o corpo. nem sempre é fácil. caminhamos devagar e sabem bem as vitórias.
todas as coisas têm o seu momento alto, aquilo que nos toca mais, retemos. o que gostamos mais, guardamos. ontem e já na fase de relaxamento em que o corpo arrefece, a Rita tapou-nos, enrolou-me os pés e percorreu-me uma sensação de protecção que há muito tinha esquecido.
quando era pequena não me lembro de ver a minha mãe doente. ela estava lá, presente, para as nossas doenças, para as nossas queixas, sorrisos, brincadeiras. estava.
a partir do momento em que fui mãe percebi que o nosso tempo e as nossas doenças diluem-se na vida deles. foi bom sentir-me aconchegada.

a fotografia pertence à artista que tem o blog Miga de Pan, que tem um trabalho fantástico.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...