2.23.2012

regressar a casa

































cinco dias de regresso a casa, volto com a mala cheia... de coisas vistas, lidas, partilhadas, histórias de família que desconhecia, e já de muitas saudades, neste regresso ao campo.

Uma das saídas foi inevitavelmente uma ida ao Museu da Electricidade ver o Ilustrarte deste ano.
O espaço era logo à partida um motivo para se ir ver a exposição. A ideia de um espaço intimista, este, que cada um cultiva à sua maneira (vontade de lançar o desafio de se mostrar, como andam as nossas mesas de cabeceira)

De tudo o que vi, ficou gravado o nome de Annalisa Bollini, uma italiana que transforma a ilustração em verdadeiras pinturas, com uma enorme riqueza visual. apetece parar o tempo, o som e ficar a observar cada pormenor dotado de uma magia que nos deixa assombrados.

Outros nomes que merecem destaque (vale a pena seguir os links e descobrir um pouco mais sobre estes ilustradores)

Trui Chielens (Bélgica), Chiara Carrer (Itália), Laia Castillo (Espanha), Daphné Gerhard (Bélgica), Daniela Murgia (Itália), Michael Roher (Áustria), Morteza Zahedi (Irão), Beatriz Terceno (Espanha), Katrin Stangl (Alemanha), Kaatje Vermeire (Bélgica)

O vencedor deste ano foi Valerio Vidali que já tinha falado aqui 

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...