2.23.2012

amigos






A propósito dos 25 anos da morte de Zeca Afonso uma miscelânea de sentimentos e um livro à mistura.

Ouvi de um amigo, "Quando se acaba de ler um bom livro fica uma dúplice sensação de perda e satisfação." "Trabalhos e paixões de Fernando Assis Pacheco" escrito pelo Nuno Costa Santos e editado pela Tinta da China é um exemplo disso.

"O livro, apesar de não ser longo – até para respeitar o retratado, que não admitiria que se escrevesse um calhamaço..." deixa-nos com uma sensação de gula, de desejo, porque se quer mais, porque nos apaixonamos pela figura a cada palavra escrita, porque o livro traz à memória outros amigos que talvez tenham decidido ir-lhe fazer companhia.

Este livro traz-te mais uma vez para o pé de mim. sinto-te a falta. em pequenas coisas como o saber de uma vírgula. Tenho saudades de quem foi muitas vezes um pai, que apaziguou discussões, sim, tu que te pelavas por uma boa discussão. Tenho saudades de tantos dias.

Tenho saudades de outros tempos de jornais, de que me contes histórias.

Do Zeca Afonso, "Nunca alguém o comprou, por um lapso de tempo que fosse, nem à sua criação artística. E só a morte viria a calá-lo, nesse incómodo 23 de fevereiro de 1987." António Loja Neves

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...