1.30.2012

e trocar de mentalidade?

















Esta é talvez a última fotografia com mais partilhas no FB e a que gera uma onda de indignação generalizada. Eu só me consigo recordar do recente texto publicado no Actual com o tema "Círculo vicioso", de António Guerreiro, onde editores como Luís Oliveira ou Manuel Rosa da Assírio se queixam deste "mercado selvagem para onde o livro caminha".
André Jorge da Cotovia fala-nos como "é ilusória esta conceção genérica do livro como um bem cultural, quando na verdade o mercado do livro, na verdade, é predominantemente alimentado por produtos que não têm nenhum valor cultural, nem literário, nem formativo."
Mas de quem é a culpa? Dos grandes grupos editoriais que preferem comprar direitos a apostar em autores e ilustradores nacionais, só porque é mais barato? Ou nossa que trocámos as livrarias  históricas por estes espaços?
A Fnac adoptou um sistema de "produto fresco" igual aos supermercados, há o que é do dia, e o resto se houver está numa cinta com mais um, ou outro livro a um preço reduzido, mas cuidado porque mesmo assim pode estar fora da validade.
Ai que saudades tuas, Torcato.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...