8.30.2011

branco




















começo a embalar os quadros e num embalo sonho de um dia voltar a casa.
preciso de romper com este branco que me invade. abraçar a cor que cada pincelada de branco esconde.

a cor da cal de José Manuel Vilhena

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...