4.13.2011

EVA(S)







Falei pela primeira com a Margarida em 2008 no Auditório Augusto Cabrita, num encontro de ilustradores. Já era a Margarida que eu revi no sábado, apaixonada pelo que faz, vibrante, que nos envolve nas palavras e nas vivências.


Lembro-me de ter recebido um mail onde a Margarida se despedia, dizendo que iria estar fora por uns tempos. Na altura e quem já seguia o seu trabalho sentiu uma espécie de perda. Hoje sabemos que não. Voltou uma Margarida mais forte, na mala e no coração vivências e afectos que só a ouvindo falar nos damos conta.

Fui ouvi-la no sábado, tantas histórias que ficaram por contar e que se percebe tão bem que ela ficaria ali perdida no espaço e no tempo a recordá-las.

Destes meses fora, correu continentes, ganhou amigos e enriqueceu o seu trabalho.

“EVA é a história documental de duas culturas que poderão ter mais coisas em comum do que à partida se imagina. Eva ou Evas… uma menina que vive na EUROPA, num país que poderá ser PORTUGAL, e outra menina que vive em ÁFRICA, num país que poderá ser MOÇAMBIQUE, iniciam em lados opostos do livro uma viagem para o encontro! Eva é um livro que celebra a diversidade e a pluralidade do mundo com os seus encontros e desencontros. Eva é também um livro que apresenta uma expressão visual desafiante para o leitor.”



Haviam muitas histórias que me apeteciam reproduzir aqui, mas ficariam muito longe do modo como a Margarida as contou. A EVA africana é uma menina que se chama Lina e que esteve quase até ao último minuto sem rosto. “As fotos estavam más, pixelizadas, desfocadas, mas tinha de ser ela” e conseguiu.

Quase, quase nas livrarias e mais fotos aqui

1 comentário:

  1. Hola, tengo una gran duda, siempre he preguntado donde puedo encontrar alguno de tus libros para encargarlo, tu podrías indicarme quien los distribuye, agradecería infinitamente
    me dieras una pista. Un bes.

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...