4.21.2010

sopa de letras





A Biblioteca Escolar Mestre de Avis para assinalar o Dia Internacional do Livro, propôs aos meninos do pré-primário, e do primeiro ciclo que escolhessem e desenhassem o livro que mais os encantou.

Numa primeira fase a escolha do M. era muito mais de coração do que de razão, o que me fez dissuadi-lo, porque escolheu todos os livros que eu já tinha ilustrado.

A segunda escolha foi para o livro que andávamos a ler, O Tubarão na Banheira, de David Machado e ilustrado pelo Paulo Galindro e apesar de ter para mim uma memória afectiva, que se prende com o "caderno das palavras difíceis", não por ter tido um, mas por ter acompanhado muitas leituras com um dicionário por perto, também não foi a "nossa" escolha.

Vasculhou-se, folheou-se, rimos com uns, outros já as histórias estavam esquecidas e finalmente o M. escolheu, e para mim muito bem escolhido, O Incrível Rapaz Que Comia Livros, sobretudo numa altura em que ele se revelou um bom leitor.

e sabe bem ver outros meninos nesta aventura dos livros, sobretudo quando os seus abraços são uma espécie de abraços também a nós

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...