12.11.2009

um dia acaba



segundo o Manel o dia acordou "enjoado, assim em jeito de cara torcida", sem padecimentos, mas contorcido na sua essência. gosto desta maneira de ele abordar a vida, com vida. a contínua personificação, até do que não é suposto, encanta-me.

pensei que o ano passado fosse o último ano em que a ideia de um Pai Natal real permanecesse connosco, enganei-me redondamente, mas confesso, não me importar nada deste alongamento. Sei que um dia acaba.

Eu sei tudo sobre o Pai Natal foi-me sugerido pela Diane o ano passado, chegou mais tarde, mas a tempo deste.

perguntas pertinentes com respostas carregadas de magia. Escrito por Nathalie Delebarre e ilustrado por Aurélie Blanz

um livro que vale a pena

2 comentários:

  1. Ainda bem que há prolongamento... Eu já tive ( há poucos dias) que ouvir: - Mãe diz-me a verdade, e não te esqueças que tu não mentes, o pai Natal não existe pois não?

    ResponderEliminar
  2. Rute, este post me faz sorrir.
    Porque foi há um ano, já!
    Porque, embora o Natal este ano será tão diferente e tão longe de cá que a Julieta não queria ir porque tem medo que o Pai Natal não saiba onde vamos estar.
    Porque a irmã um ano mais velha do que ela foi mais esperta e quando escreveu a carta ao Pai Natal sublinhou onde iriamos estar. Afinal das 3, 2 filhas ainda acreditam nele.:)

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...