12.18.2008

Faz frio lá fora



Há oito anos decidimos trocar a cidade pelo campo. Deixámos o mar por uma terra em que as ribeiras parecem rios e o Maranhão o mar. o grande espelho de água deste compensava a falta do outro.

Oito anos depois fomos desafiados para voltar a ver o mar. outro mar. distante. Um novo projecto de vida, talvez não para a vida. O pai está lá. Na distância e o M. começa a dar sinais.

Faz frio lá fora. E cá dentro também.

O xaile foi um presente de um amigo.

6 comentários:

  1. Como se diz cá por casa um "Quico fote, fote" para vocês! ***

    ResponderEliminar
  2. É bom quando há um sol, cá dentro, que ilumina as distâncias e as torna pequenas, mas mesmo quando conseguimos cá dentro apagar, de algum modo, as distâncias físicas, é bom também que tenhamos oportunidade de as transpor de facto... e perspectivar as coisas sempre pela positiva.
    Onde quer que seja esse novo mar distante, haverá certamente um cantinho que passará a ser especial, quentinho e acolhedor, depois de tomada a decisão de transpor, de facto, a distância. E então o frio que há agora "cá dentro" dilui-se e transforma-se em experiências novas.
    Força!

    ResponderEliminar
  3. como é que não me cruzei com ele?! que pena!

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...